Atividades Complementares

Os alunos do programa de graduação são obrigados a cumprir 10 créditos de Atividades Complementares, não ficando limitados apenas às disciplinas do currículo. Dentre essas atividades pode-se destacar:

  • Projetos de pesquisa científica através de bolsas de Iniciação Científica;
  • projetos coordenados por professores com financiamento de agências de fomento à pesquisa ou empresas;
  • Programa de Estágio em Tempo Integral;
  • competição SAE de construção de automóveis mini-Baja;
  • competição SAE aerodesign;
  • projetos de Introdução à Engenharia (aerodinâmica de bicicletas, entre outros).

O objetivo dessas diversas atividades é aumentar a motivação dos alunos, maximizando o aprendizado em diversas áreas importantes da Engenharia Mecânica e preparando-os melhor para o mercado de trabalho.  O benefício da participação dos alunos nas atividades do Departamento podem ser exemplificados pela preferência de empresas automobilísticas por contratar alunos com experiência na competição mini-Baja, contratação pelas empresas de praticamente 100% dos alunos que participam do Programa de Estágio em Tempo Integral e contratação de alunos participantes em projetos financiados por empresas. O Departamento de Engenharia Mecânica possui amplo entrosamento com a indústria nacional e internacional, o que pode ser medido por seus projetos de pesquisa com um grande número de empresas. Além dos projetos de pesquisa, existem também diversos projetos de prestação de serviços. A interação do Departamento de Engenharia Mecânica com a indústria possibilita o Programa de Estágio em Tempo Integral. Alunos cursando o último período têm a possibilidade de realizar um estágio em horário integral, durante um semestre letivo, em empresas conveniadas com o Departamento.  O estágio em tempo integral possibilita uma exposição do aluno ao trabalho realizado em empresas de engenharia de renome, mesmo aquelas localizadas fora do município do Rio de Janeiro, prática inviável com o estágio convencional de tempo parcial.  

O Departamento também participa ativamente de atividades de ensino, pesquisa e desenvolvimento relacionadas com a indústria de petróleo, que é responsável por um crescimento industrial do Estado do Rio de Janeiro bem acima da média brasileira. Além dos projetos mencionados anteriormente, os alunos do DEM concorrem a bolsas de estudo fornecidas pela Agência Nacional do Petróleo.